Prefeitura de SP vai mudar nomes de ruas que lembram agentes da ditadura

Nome da RuaA Prefeitura de São Paulo vai substituir nomes de ruas que homenageiam agentes da ditadura militar, a começar pelo Viaduto 31 de Março (referência ao golpe de 1964), localizado na região central da cidade, que passará a ser Viaduto Thereza Zerbini, em honra à ativista que lutou pela anistia de perseguidos pelo regime.

O projeto de lei que altera a denominação do viaduto foi encaminhado à Câmara Municipal. Outro projeto, também enviado à Câmara, impede novas homenagens a violadores dos direitos humanos. As ações fazem parte do programa Ruas da Memória para mudar o nome de mais 22 ruas e avenidas que fazem menção a agentes ou figuras-chave da ditadura.

De acordo com a coordenadora de Direito à Memória e à Verdade da prefeitura, Carla Borges, serão substituídos “nomes de torturadores e pessoas que não simbolizam o que a gente acredita que são os valores de uma sociedade que se pretenda efetivamente democrática”.

A ideia não é simplesmente remover as homenagens ao regime, mas trabalhar as memórias ligadas à repressão com os moradores das regiões em que se propõe as alterações. “Queremos usar o programa como uma oportunidade de levar o debate sobre a memória e a verdade para os diversos territórios da cidade”, disse Carla.

Pin It

One thought on “Prefeitura de SP vai mudar nomes de ruas que lembram agentes da ditadura

  1. Nilton Plinio de Souza 22/08/2015 at 09:36 - Reply

    Essas mudanças de nome devem ser feitas depois que provarem que o Brasil esta melhor em questão da segurança , saúde e educação. Nos anos de 1964 a 1985 essas questões eram 1000 vezes melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *